Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Loulou

Loulou

Riscas e Rafael

Conhecem as aventuras do Riscas e do Rafael?!

Não????

Então do que estão à espera?!

Vá... vão lá espreitar.... O mundo felino do Riscas e do Rafael... e depois voltem para acabar de ler o post!

Combinado?!

IMG_20200118_184314_917.jpg

desenho a lápis de cor sobre folha de papel

 

Conheci a Anabela no blog do Clube..., do qual também faço parte e no qual tão poucas vezes escrevo (será que conta ainda fazer uma resolução de ano novo?). E que fala sobre tudo o que está relacionado com... GATOS! Só podia! E se eu tenho assunto para falar, com 4 pestinhas em casa... Já agora aproveito para vos lançar o repto de lá irem espreitar e... porque não participarem também?!

Estava eu a dizer... Ora, ambas somos apaixonadas por gatos, ambas temos mais que um felino em casa e ambas amamos os nossos catraios de 4 patas.

Vai daí... Num belo dia...

A Anabela quis, sem ela se ter dado conta disso, por-me à prova. Não só me pedira para desenhar os seus docinhos, o que me deixou a transbordar de felicidade por ter-me escolhido para retratar tão simpáticos e bonitos felinos, como quis que os dois ficassem na mesma folha. Nesta minha aprendizagem, quiçá, aventura pelo mundo dos lápis, o que havia desenhado até à altura, fora cada motivo na sua folha. Mesmo no caso do doce gatinho Rudolfo. Em que o retratei duas vezes. É verdade. O mesmo rapaz, igualzinho como na  foto de referência, mas em duas folhas. Se já dessa vez me senti a vacilar e a temer não ter "unhas para tocar esta guitarra" por pensar quase se tratar de uma "missão impossível", o que diria agora...

Mas é para isso que "aqui" estou. Pronta para novos desafios que me levem mais e mais além. E este seria mais um a ser carinhosamente abraçado e com todo o empenho merecido. Dois patudinhos desenhados na mesma folha. Onde não há espaço para que se cometam erros. Nenhuns. Ui... o aperto e o friozinho no estômago que senti...

Ah... mas como são fofinhos estes dois!

O Rafael pela cor da sua pelagem tornou-se bastante desafiante. Já calculara e acabou por se tornar real. Nem imaginam a quantidade de cores diferentes e impensáveis que a sua preta pelagem esconde quando reflectida à luz. O tanto que aprendi com ele! 

Feito o Rafael, chegara a vez do Riscas, o laranjinha.

O Riscas e a sua cor de pelagem já não me era, de todo, desconhecida. Já antes retratara laranjinhas, ou não tivesse também eu, cá em casa, um castiço da mesma cor. Contudo, o desafio não estava ainda ultrapassado. Só quando o acabasse é que poderia descansar...

Confesso que cheguei a pensar que o resultado não fosse ficar como inicialmente esperava. Para além de não querer defraudar quem em mim tinha confiado o desenho, eram e são sempre as minhas expectativas. E para quem é perfeccionista por natureza, estão a ver o drama. Mas, agora que o acabei e que já está naquela que irá ser para sempre a sua casa, posso dar-me ao luxo por estar...

Orgulhosa. 

Hoje estou. Por ter ultrapassado mais um desafio. Por ter subido mais um degrau nos meus conhecimento em desenho. E o meu coração... esse... ficou mais preenchido! Agora tenho mais dois docinhos, o Riscas e o Rafael, a também fazerem parte da minha vida! 

Rafael e Riscas.jpg

 

P.S. Muito obrigada Anabela! Um grande beijinho para vocês.

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

 

Arquivo