Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Loulou.art

Loulou.art

Mudei... novamente... de foto de perfil

01.02.21

 

Precisava, para ter nas minhas redes sociais, de uma foto que fosse de encontro ao que faço (ainda que seja quando tenho tempo) e gosto, que é desenhar.

Engraçado...

Como a vida às vezes nos surpreende.

Apesar de desde que me conheço, gostar de tudo o que está relacionado com a arte. Mas gostar não quer sempre dizer que se faça disso vida. Era bom era! E por isso, pensei eu, em tempos idos, que o que realmente queria fazer era medicina. Primeiro veterinária, depois mudei de ideias e quis ir para enfermagem e acabei a tirar um curso de medicina natural. Pouco exerci. Não por não gostar ou acreditar, que acredito! Faço aqui um reparo... acredito quando exercida, verdadeiramente, por técnicos qualificados e com medicamentos certificados. Tive essa sorte de ter aprendido com bons e muito competentes profissionais.

Mas a vida tinha outras ideias para mim... Ou se calhar ainda não era esse o meu caminho... destino.

E no tempo que a vida tece as linhas que irão coser o nosso destino... voltei-me para as artes decorativas. Fiz pintura, bijuteria na qual estive com loja aberta, crochet, tricô... escolham que eu fiz... Fazia porque precisava de algo para me entreter e com isso ganhar algum. Mas verdadeiramente, não me sentia... dizer realizada é capaz de ser exagerado, mas não andaria muito longe.

Novamente a Roda da Vida deu mais uma volta e os ventos de mudança levaram-me para outros caminhos. Trabalho desde então e até à presente data num escritório, no qual me dou por muito feliz. E dá para conciliar com uma das minhas paixões ligadas às artes decorativas, o desenho.

Corria o ano de 2018 quando, nessa minha procura por algo mais, "descobri" trabalhos feitos com lápis de cor. Trabalhos realistas/hiperrealistas maravilhosos de Jae Kyung e os seus gatos , Heather Rooney e os seus desenhos hiperrealistas, Haruki Kudo (e novamente os seus gatos!) ou a Ami Schütz, entre outros...

Não foi fácil ao princípio, já me convenci de que nunca o é. Desde encontrar os lápis e papel com os quais gosto de trabalhar levou o seu tempo e dinheiro. Assim como, a cada novo desenho, duvidar se seria capaz de algum dia chegar ao nível de alguns daqueles que me inspiram. Ainda hoje duvido, mas sinceramente, o que me importa mesmo é o quanto me posso divertir e gostar daquilo que faço. Porque o resto a prática, o foco e a perseverança trazem.

Tanta volta só para dizer que mudei de foto de perfil.

Enfim...

De entre os desenhos que já fiz, não tantos como gostaria, mas o desenho realista dá trabalho e leva o seu tempo. Alguns podem levar cerca de 40 horas. Ou isso, ou sou como uma tartaruga. De vagar há-de lá se chegar!

Acabei por optar por este amoroso patudinho. Não faço a mais pálida ideia de quem seja. Só sei que quando o vi não resisti à sua simpática e amorosa expressão captada naquele preciso momento de antes de a flor... deixar de ser flor (calculo eu). Encontrei-a  num daqueles sites de imagens grátis e quis por isso desenhá-lo.

Pode ser que ele seja mais uma peça na engrenagem que é a vida e quiçá, brevemente, estarei aqui novamente já com ideias para outros voos... 

Desenhar os vossos pequenos patudos, filhotes, vocês... Quem sabe?!

Gostaria de saber a vossa opinião! 

Para já dou-me por feliz por ter encontrado a foto certa.

IMG_20200803_180038_264.jpg

Desenho a lápis de cor em folha A3

 

 

 

 

Ao 13º mês de 2020...

POR FAVOR, tenham cuidado porque as pessoas estão a ficar loucas por voltarem a estar trancadas

25.01.21

Diário de bordo, entrada 391, 25 de janeiro

Ao 13º mês de 2020…

 

Voltámos a casa. Estamos outra vez em confinamento. Mais apertado, não como o de março e abril é certo, pois, parece que perdemos o medo e a sensibilidade aos números de novos casos e vítimas.

E a propósito disto, estava eu a comentar e a partilhar as minhas angústias com o micro-ondas e a máquina de expresso enquanto bebia o meu café e todos concordamos que as coisas estão mesmo MUITO quentes.

Não gosto nada de me sentir vigiada...

Mas a máquina de lavar não tirava o olho de cima de mim. Mas dizer-lhe o quê? Logo ela que tem sempre uma lavagem... diferente para tudo.

Meu querido diário como me recomendas-te, procurei encontrar conforto, uma palavra de esperança e de alento mas...

Com o frigorífico, certamente não pude contar, porque está sempre em modo frio e distante, para não dizer gelado.

Valeu-me o ferro que  estava à escuta dos meus lamentos e prontamente me endireitou!

Disse que a situação não está tão amarrotada como parece e que todas as rugas logo serão eliminadas! Seja lá isso quando for.

Grande ajuda ferro...

O aspirador, esse, está mais antipático do que é costume, disse-me para apenas engolir. Pois aqui está o resultado das poeiradas que andámos a fazer.

Já o ar condicionado. Está mais optimista e disse que quando chegássemos ao verão traria ventos frescos de esperança e de que logo, logo tudo acabaria.

Opinião não partilhada com o aquecedor que aquece... aquece de cada vez que se fala neste tema aqui em casa. 

Mas quando isto é que vai acabar????

Aproximei-me da casa de banho, mas a sanita parecia com pouca descarga. Não quis dizer nada quando lhe pedi a opinião. Assim como a banheira e o lavatório.

Não.

Tenho de sair daqui. Tenho de espairecer e de apanhar ar... disse eu.

Dirigi-me então para a porta da rua  e num piscar de olhos trancou-se, assim que me aproximei dela. Entrei em pânico... Ainda me aproximei e agarrei na maçaneta mas disse-me para me controlar.

Querido diário quase podes adivinhar o que as cortinas e as janelas disseram.... Recompõe-te mulher!

Estamos nisto juntas...

Havemos de ultrapassar isto juntas!

20210122_160605-01.jpeg

Desenho a lápis de cor

O meu primeiro desenho de 2021. Uma rosa.

Dizem que nada acontece por acaso. E talvez tenham razão! A escolha desta rosa não só se prendeu, em parte, para experimentar novas ferramentas de apoio ao desenho, pelo meu estado de espírito (está tudo bem por aqui felizmente)... Mas  sobretudo lembrei-me de que tinha, também eu, de agradecer a todos aqueles que, diariamente, lutam contra esta pandemia que assola o planeta. Sejam eles médicos, bombeiros, professores, enfermeiros, pessoal que trabalha no comércio, policias e tantos outros...

Aos doentes, familiares e sobretudo aos que infelizmente perderam as suas vidas. Partilho uma rosa que acalente esperança, a luz nestes dias tão sombrios. E possa trazer um pouquinho de conforto. 

E, por favor, de cada vez que têm de sair, usem máscara, andem com gel desinfectante e sobretudo... mantenham as distâncias.

Podem não ser vocês a apanhar, mas um vosso familiar e depois... depois poderá ser tarde demais.

Juntos vamos ganhar esta guerra!

 

 

O poder de um abraço...

O amor e a arte não abraçam o que é belo, mas o que justamente com esse abraço se torna belo

05.01.21

... nunca fez tanto sentido como agora nestes tempos tão estranhos e difíceis que vivemos.

20201230_094642-01.jpeg

Abraço

"É remédio

e faz parte da cura

das doenças do corpo,

das doenças da alma:

cicatriza feridas,

fecha qualquer fissura.

É terapia, é alento,

é brandura.

Está inquieto?

Abraça que acalma."

                                                          Lídia Vasconcelos

20201220_200550-01.jpeg

Dentro de um abraço há calor, segurança e aconchego. Há sinceridade, afecto, sorrisos e alegria. Traz memórias do que se viveu...

20201214_171959-01.jpeg

20201207_194431-01.jpeg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

...mas também choro, tristeza, saudade dos braços que nunca mais se encontrarão...

20201230_094642-01.jpeg

Desenho a lápis de cor - último desenho de 2020

Retrato memorial de um momento que nunca mais se repetirá...

Partilhado com permissão

 

É Natal... é Natal.... trá...lalá...lá...laaá

20.11.20

 

Que toquem os sinos, que se acendam as iluminações... porque o Nataaaaal chegou!

Oi... psiu!

Tu que estás a perder tempo a ler este post...

Até parece que ainda não tinhas reparado que as ruas estão já enfeitadas há semanas. Que as lojas estão já engalanadas com as suas decorações festivas.

Esquece isso...

Toma antes atenção a outra coisa...

Hoje é dia de post aqui no blog.

Isso sim é que é um acontecimento digno de registo! Pelo menos aqui neste recanto. 

Só... porque me apetece. 

Ou pensavas que é só a Cristina Ferreira que pode decidir, e bem, em que dia é que o programa dela vai para o ar e em que moldes?!

Isto é como o Natal... é quando o Homem quer.

Aaaahhhh pois é!

IMG_20201116_183610_629.jpg

E por falar em Natal, que chegou mais cedo este ano.

Ando aqui preocupada com uma coisa...

Sabes do Pai Natal?!

Estará ele bem?! 

20201022_172414-01.jpeg

Como estarão as coisas lá pela Lapónia?! Estará também confinada?!

E os ajudantes? Estarão a cumprir as regras de distanciamento social, etiqueta respiratória e afins, ou, estarão também eles em teletrabalho?

É que uma pessoa preocupa-se com isto e já nem dorme...

20201028_170602.jpg

Agora mais a sério...

Neste ano, bissexto, de pandemia, de recessão económica, desemprego em que tudo parece correr mal e mais uns trocos...

Do qual, já  todos estamos fartos.  Das máscaras, do álcool gel, do distanciamento, do confinamento...

Do qual, sabemos, de antemão, que não vamos poder passar as festividades junto dos nossos familiares.

Do qual, muitas famílias viram e virão partir entes queridos sem que se possam despedir....

IMG_20201116_183610_629.jpg

Porque não?!

Nos agarrarmos a algo que nos alegre a vista! Nos aconchegue o coração e nos faça sentir um pouco mais motivados e resilientes para os dias que se avizinham?!  

Talvez...

As iluminações que se vão acendendo nas ruas e nas nossas casas tragam um pouco daquele quentinho tão aconchegante e reconfortante do abraço em falta. Já para não falar da árvore, que vai sendo desempoeirada e novamente decorada nos faça verter aquela lágrima que teima em cair. Aquela que nos traz tão doces e boas recordações ao revermos aquele parente que não se via à um ano.

Mas principalmente...

Quando encimares a estrela na tua árvore de Natal, te traga, também ela, a esperança de que o Amanhã vai ser melhor! Onde voltaremos, novamente, a estar todos juntos.

Vive o Natal! Pois ele já chegou.

E claro, em segurança! 

Que é para ver se nos livramos do "daquele que não se deve pronunciar o nome" o mais depressa possível!

P.S.

Se vires o Pai Natal, manda saudações minhas.

E ainda outra coisa... com esta história das festividades, distanciamento, docinhos na mesa e tal... põe também o frigorífico em confinamento senão ainda vais testar positivo... mas é para o colesterol.

Shhhiiii.... Quase que me esquecia. É mais um desenho meu, a lápis de cor.

E sim, com um gato!

Ou do que é que estavas à espera?!

Só... porque me apetece.

Aaaaaahhhh pois é!

 

 

 

 

Os gatos...

26.10.20

Gatos são criaturas gloriosas – que não podem, de modo algum, ser subestimadas. Seus olhos são profundezas inexpugnáveis dos mistérios felinos

                                                                                                                                  Lesley Ann Ivory

105379856_1170359709982148_7546715062613393241_o.j

Brindo-vos, se assim o entenderem, com mais um desenho! Mais uma vez um gato.

O que fazer?!

São, quanto ao desenho toca e parafaseando Camões, a minha musa inspiradora....

Tentarei nos próximos dias atualizar o blog com os últimos desenhos que tenho feito.

E sim! Está tudo bem por aqui! 

a.jpg

Desenho a lápis de cor sobre folha de papel.

 

 

Blåmes... os pássaros m***

14.07.20

Vocês sabiam que na Suécia se chamam os Chapim azuis de Blåmes?!....

Maricas azuis, isto traduzido à letra.

Que despautério... 
Agora mais a sério... esta é a minha primeira vez a desenhar um pássaro, por isso sejam gentis..... com as críticas! 

20200629_162528-01.jpgDesenho a lápis de cor sobre folha de papel branca
Foto referência com permissão de Miguel Ferreira

É tempo de regresso... com mais um desenho

08.07.20
É tempo de regresso...
Não aos velhos hábitos e rotinas enraizados por gerações e gerações. Que por forças de uma circunstância maior que nós, humanidade, nos obrigaram a adaptarmos-nos a uma nova realidade. Com menos liberdades é certo. Mas até ela tem as suas virtudes.
O "surgimento" de um vírus, covid-19 de seu nome, veio-nos mostrar o quanto frágil somos, como espécie orgânica. Obrigou-nos a tomar medidas drásticas como o confinamento nas nossas casas, a estarmos afastados (nalguns casos) de quem mais amávamos, ao distanciamento social geral, ao uso generalizado de máscara e gel desinfectante... 
 
Este novo tempo... de pausa, permitiu-nos pensar. E muito! Às vezes até demais. Pois cabeças desocupadas de tarefas reflectem demais. 
Permitiu-nos, e permite-nos se assim o desejarmos, ver a vida com outros olhos. Se até aqui nos queixávamos de falta de tempo para isto e para aquilo. Pois bem, tempo foi coisa que não faltou. Talvez tenha havido tempo demais... quiçá. Tempo mal aproveitado.
 
Mas nem tudo é mau, se é que assim se pode dizer!
 
A tempestade traz a bonança, diz o povo. Sente-se no ar um novo amanhecer. Que se espera diferente do d'ontem. Se há uma coisa que esta pandemia trouxe de bom é que podemos mudar. Ainda vamos a tempo disso. Por nós, pela comunidade. E principalmente, pelo planeta. Que oportunidade fantástica nos está a ser dada para mudarmos. Como pessoas. De se enraizarem novos, mais saudáveis e ecológicos hábitos.
 
É tempo de regresso...
Do meu regresso. A esta casa, a esta comunidade. Com mais um desenho. De alguns que este tempo me permitiu fazer.
E que bem que me soube esta pausa. Dar tempo ao tempo para ter tempo para desenhar. 
 

created_image_1592672934989.pngDesenho a lápis de cor sobre folha de papel branco

 
 
 

Quem tem um tuxedo, nem sabe o tesouro que tem em casa!

09.04.20

Vocês sabiam que:

 

- os gatos tuxedo são assim chamados porque a sua pelagem apresenta duas cores (preto e branco que combinam perfeitamente com a decoração da casa e da roupa) que faz lembrar um smoking. Dando-lhes um aspecto sempre fantástico?! Logo, ter um gato de smoking no colo é fashion!!!

- que são considerados mais inteligentes que os outros gatos?!

são altamente protetores de seu próprio sistema imunológico e fogem quando se espirra ou tosse?- Shakespeare, Beethoven e Sir Isaac Newton tinham como companhia um gato tuxedo?

- que o Sylvester dos desenhos Looney Tunes é inspirado num tuxedo?- Sparky, em 1998, tornou-se no gato mais rico do mundo após o falecimento do seu tutor, ao herdar 6,3 milhões de dólares?- o único gato que escalou o Monte Everest foi um tuxedo?

- dizem que se tornam invisíveis no equinócio da Primavera ou solstício?? 

- são os melhores nadadores da família dos gatos, mesmo que odeiem água?

- foram adorados como Deuses no Antigo Egipto?

- houve um gato tuxedo na Casa Branca? Bill Clinton tinha um texudo como animal de estimação durante a sua presidência.- que a Nasa quer que o primeiro gato a ir ao espaço.... seja um tuxedo?

E por último e mais importante...

 

IMG_20200405_181042_954.jpg

 

- que Eu, tenho um tuxedo e que se chama Jaqui?!

😜😁🥰

Pintura a lápis de cor (polychromos, pablo e luminance) sobre folha branca (13x18cm)

A rosa...

20.02.20

[...]
- Os homens do teu planeta, disse o principezinho, cultivam cinco mil rosas num mesmo jardim ... e não encontram o que procuram ...
- Não encontram, respondi...
E no entanto o que eles buscam poderia ser achado numa só rosa, ou num pouquinho d'água ...
- É verdade.
E o principezinho acrescentou:
- Mas os olhos são cegos. É preciso buscar com o coração.

                                                                                                                            Antoine se Saint Exupéry

 

 

IMG_20200125_183213_398.jpg

Desenho a lápis de cor (polychromos e pablo) em papel branco (13x18 cm - Canson mixed media Imagine)

 

Não, desta vez não desenhei um gato...

Desta vez é uma flor!

Espero que gostem!

 

"A rosa"